27 Jan 2014

#15: The Secret Of Joy!




Após deixarem a mansão de Lady Erika, Damon e Katherine partem para sul em direcção a Frozen Fortress, a fortaleza de gelo guardada pela lendária besta alada, Articuno e assim salvar os seus amigos, sua jornada levou-os a uma ponte cuja única forma de atravessar era por bicicleta, os treinadores pedalaram e encontraram alguns ciclistas treinadores, travaram algumas batalhas e saíram sempre vencedores, os seus Pokémon estavam um tanto cansados, por isso os treinadores resolveram parar em Fuschia City e recupera-los no centro Pokémon.

- Bem vindos ao centro Pokémon, o meu nome é enfermeira Joy. - Saúda-os a simpática enfermeira.

- Huh? Estranho, as outras enfermeiras eram tão antipáticas e esta é diferente. - Estranha Damon que sempre fora mal recebido nos centros Pokémon.

Damon e Katherine entregam os seus Pokémon, passado um tempo, Joy regressa com eles em perfeitas condições.

- Os vossos Pokémon estão recuperados, disponham sempre que precisarem. - Diz com um sorriso na cara.

- Não vai cobrar nada? - Pergunta Damon confuso.

- Cobrar? Nos centros Pokémon não se cobram as consultas. - Responde a enfermeira continuando a sorrir.

- Fofinho, vamos aproveitar para sair daqui antes que ela mude de ideias tá? - Diz Katherine de forma apressada pegando no braço do treinador e o puxa para fora do centro Pokémon.

Entretanto no edifício do comité da liga Pokémon, Giovanni estava sentado na sua secretária quando recebe uma chamada.

- Pois não? - Diz o presidente atendendo o telefone.

- Senhor, existe um problema em Fuschia City, a enfermeira Joy parece estar com uma avaria.

- Koga deve estar no seu ginásio, ele deve saber o que fazer.

- Sim senhor. - Desliga a chamada.

No ginásio da cidade de Fuschia, Koga treinava o seu Arbock quando recebe o recado de Giovanni, ele faz o seu Pokémon retornar à Pokéball e percorre um pequeno corredor no ginásio que dá acesso a uma passagem secreta escondida atrás de uma parede, o membro da Team Rocket desce as escadas que o levam a um laboratório subterrâneo, dentro deste laboratório vêm-se várias enfermeiras Joy, todas alinhadas em filas de cinco e um cientista.

- Dr. Namba, temos um problema, uma das nossas enfermeiras, a desta cidade, está com uma avaria no sistema, parece que está agindo como há 15 anos atrás. - Diz Koga aproximando-se do cientista.

- Hum, então teremos de a reprogramar, leve uma das que temos em stock para que o centro Pokémon não feche.

- Já chega! - Grita uma vós feminina que entra por uma porta dos fundos.

- Então é você, a original enfermeira Joy. - Diz Koga olhando para a mulher de cabelos rosa.

- Vocês já têm o clone perfeito, porque é que continuam a fazer isto? - Diz a mulher indignada. - Quando começamos o projecto Joy era para ajudar as pessoas e os seus Pokémon, o antigo comité criou estes clones e o centro Pokémon para que os treinadores e Pokémon tivessem cuidados medicos, isto já foi longe demais Koga.

- Tiffany Joy! - Grita Koga. - Há 15 anos quando resolvemos reprogramar os clones, você gostou de receber aquele dinheirinho que entrava não é verdade?

- Isso foi antes de ver o que vocês estavam fazendo com os Pokémon, os ultimos 15 anos foram uma tortura, ver Pokémon feridos morrerem por não terem atenção médica, isso é uma crueldade, vocês são doentes.

- Os clones custam dinheiro miss Joy. - Diz Dr. Namba. - O antigo comité resolveu criar este projecto para não terem de contratar enfermeiras reais, assim não tinham de lhes pagar, clones que trabalhavam de graça pois não precisam de comer ou beber para viver, e eu? Ninguém pensa no que eu passei ao fazer todos estes clones? O tempo que eu perdi? Estava na hora de eu ter algum retorno.

- Vocês são uns monstros. - Diz a enfermeira com a cabeça para baixo e a lacrimejar dos olhos.

- Monstros? - Ironiza Koga. - Foi você que facultou o seu DNA para construir perfeitos cyborgs, graças a isso varias pessoas reais perderam o seu emprego, enfermeiros licenciados tiveram de mudar de pais procurando novas oportunidades, outros juntaram-se ao grupo que se revoltou contra o comité e começou uma guerra há 15 anos atrás, por isso a meu ver, foi você que começou tudo isto, você é a responsável pela grande guerra de à 15 anos.- Acusa-a Koga apontando o dedo.

- Não, a guerra começou porque Giovanni queria testar a sua nova arma secreta, o clone de Mew, foi ele quem começou a guerra para poder ocupar o lugar do irmão. - Defende-se a enfermeira.

- Sim, eu sei disso, eu estava lá e ajudei-o, mas... - Faz uma pausa. - Se não fosse o seu DNA, os seus testes e os Joy Cyborgs nunca teríamos dados suficientes para criar a arma secreta, as culpas caem todas sobre si minha cara.

- Esse projecto era secreto e vocês roubaram-no, nunca ninguém iria saber que todas as enfermeiras Joy eram cyborgs, apenas eu, Lord Garden e Professor Namba sabíamos disso, nunca pensamos que o professor vendesse todas as informações a Giovanni.

- Como eu disse, vocês estavam fazendo um projecto sem retorno de fundos, perdi o meu tempo vos servindo para nada, eu sou o maior cientista do mundo, descobri como clonar humanos e Pokémon, Lord Garden financiou todo o projecto e eu vi as minhas criações, lindas, maravilhosas, era um homem feliz, mas no fim do dia ninguém sabia que tudo era meu, ninguém conhecia o meu nome, mas quando o Project X X estiver pronto todos irão conhecer o meu génio. - Termina o professor Namba com um sorriso maquiavélico.

- Project X? Estão tentando fazer mais clones? - Pergunta a enfermeira chocada.

- Isso minha querida, é algo que nunca irá saber. - Responde Koga. - Agora hora da decisão, ou continua de bico calado e trabalha connosco ou então irá passar os seus dias na Frozen Fortress.

- Prefiro passar o resto dos meus dias congelada num bloco de gelo do que continuar a trabalhar com vocês. - Responde a enfermeira.

- Assim seja. - Diz Koga. Professor Namba, faça o que tiver a fazer com o cyborg avariado, troque-o por outro para não levantar suspeitas, eu irei levar a nossa querida a conhecer a prisão de gelo.

- ... - Joy abaixa a cabeça e solta uma lágrima.

- Dizem que o gelo do lendário Articuno é mágico, ele congela as pessoas e elas ficam ali imobilizadas conservando a beleza da juventude. - Diz Koga passando a mão pelo rosto de Joy. - Você ficará imortalizada naquelas paredes de gelo, sua beleza estonteante nunca irá desaparecer, veja isto como uma recompensa.

Koga manda preparar o barco que o levará a Frozen Fortress e segue com Joy para o porto, em outro local, Damon e Katherine conseguem arranjar uma pequena embarcação, um barco usado por pescadores que estava atracado ao fundo de Cycling Road, para conseguirem o barco, Damon teve de pagar uma grande quantia, mas agora tinham um meio de transporte e os treinadores fazem-se ao mar, rumo à fortaleza de gelo com o objectivo de salvar Misty e Bill, no entanto não se aperceberam que Stephan passava por aquele local e os viu embarcando.
Katherine rezava para que Articuno não os descobrisse, pois um combate com a lendária besta alada de gelo seria a ultima coisa que eles precisavam.
O seu percurso os levou a uma zona cheia de grandes blocos de gelo, dava para perceber que se aproximavam do destino, Katherine sabia pilotar um barco e por isso não corriam perigo, ela sabia de como evitar os blocos de gelo, mas não esperava que um Pokémon os atacasse, um molusco azul com um ferrão saindo pela face, uns moluscos mais pequenos o seguiam, começaram por usar Poison Sting no barco provocando um buraco no casco.

- O que é isto? - Grita Damon agarrando-se a um pilar do barco.

- São Tentacool e Tentacruel. - Respondia Katherine tentando fazer manobras para escapar. - Devemos ter entrado no ninho deles, temos de lutar. - Retira uma Pokéball de sua mala. - Vai Wartortle!

Os Pokémon aquáticos embatem com força contra o barco e este vira provocando a queda ao mar de Damon, Katherine conseguiu agarrar-se e sobe até ao topo onde começa atacando os Pokémon inimigos com o seu Wartortle.


Dentro do mar Damon tentava voltar à superfície mas a sua perna é agarrada por um Tentacool, conseguirá ele sobreviver a esta prova, ou será este o fim dos nossos heróis? Não percam o próximo capítulo.

Continua...

3 comments:

  1. Dos melhores capítulos ate agora, a forma como aos poucos tudo vai sendo revelado e se encaixando mostra que a história tem um grande planejamento.
    Capítulo muito bom, os segredos começam a ser revelados, cada vez mais os reais motivos e intenções de Giovanni são revelados, ele esteve diretamente envolvido no começo da guerra do passado e esteve o tempo todo tramando contra o irmão. Ainda aparece um novo personagem e um novo elemento a história, agora o project X.
    Damon e Katherine já estao a ter grandes problemas mesmo antes de chegar a Frozen Fortress, terão muita dificuldade para escapar desses pokemon.
    Ansioso pelo próximo e pela batalha contra o Articuno.

    ReplyDelete
  2. Joy é um cyborg kkkk amei

    ReplyDelete
  3. Muito interessante esse capitulo, confesso que quando vi cyborgs fiquei contente por ser uma tema que me interessa bastante, gostei de como usou o passado, contando os pormenores da guerra que houve, guerra essa que era um pouco insignificante, sabiamos que o Lt. Surge e o Giovanni haviam participado nela mas era só isso, não dei muita atenção, mas agora com estes desenvolvimentos faz-me querer saber mais dessa guerra.
    Esta é das fanfics de Pokémon mais marcantes que já li, espero mais temporadas quando esta terminar, talvez visitando outras regiões? Fica a dica.

    ReplyDelete