3 Dec 2013

#1: Pokémon vs The World!





Amanhece em Starling City, o jovem Damon sai de casa na sua bicicleta em direcção à cidade de Pallet, Damon transportava duas cestas de fruta, ele ia até à cidade para as vender e assim ganhar algum dinheiro para a sua família.

Todas as manhãs, Damon fazia o mesmo percurso, os seus pais passavam muitas dificuldades, o pai de Damon, trabalhava numa mina, mas um dia um acidente deixou-o preso a uma cadeira de rodas, sua mãe trabalha num centro Pokémon como enfermeira e passa muito tempo fora de casa devido ao trabalho, por causa do comité da liga Pokémon, os centros Pokémon passaram a receber dinheiro por tratamentos, no entanto, a maior parte dos lucros vão para o comité, deixando as enfermeiras dos centros Pokémon, com um salário baixo.

A meio do caminho para Pallet Town, um carro do Comité da Liga Pokémon vai de encontro a Damon, fazendo este cair da sua bicicleta e espalhando toda a fruta pelo chão.

- Oh não, que vou eu fazer?

- Hey, seus imbecis, vejam o que fizeram! - Grita com o carro, que parou um pouco mais a frente.

 De dentro do carro sai um homem que se mostra pouco satisfeito.


- Rapaz. sabes com quem estás a falar? - Diz o homem com ar ameaçador.

- Não me interessa quem o senhor é, você arruinou toda esta fruta, agora não tenho como ajudar a minha família - Diz Damon, muito irritado.

- Criança insolente, eu sou o presidente do Comité da Liga Pokémon, sou a pessoa mais importante em todo o mundo, deves-me respeito.

- E o senhor deve-me um pedido de desculpas.

- Desculpas? Eu? Seu pirralho insolente.

- Por favor Senhor Giovanni, ele é apenas uma criança. - Diz outro homem que sai do carro.


- Calado, Professor Oak, você não manda nada aqui! - Grita Giovanni.

- Professor Oak? - Diz Damon, pensando para si próprio.

- Eu sei, já não tenho autoridade no mundo, você nunca me deixa esquecer isso, mas eu não estou ordenando nada, estou apenas pedindo que deixe esta criança, vê-se que é de origens humildes, se o senhor fizer algo, as pessoas poderão virar-se contra si.

- É capaz de ter razão, para um venho, você ainda pode ser bastante útil, mas já perdi o meu dia com estas confusões, vou voltar ao meu castelo.

- Mas nós íamos visitar uma escola de Pokémon em Starling City.

- Sim, mas vá você sozinho, eu estou aborrecido.- Diz Giovanni enquanto entra no carro.

- Mas senhor Giovanni, é suposto o senhor passar um cheque para a instituição.

- Mais tarde velho, mais tarde - Entra no carro e o seu motorista arranca, deixando Oak e Damon na estrada.

- Está bem meu rapaz?

- Sim, obrigado Professor Oak.

- Lamento que tivesse que assistir a isto.

- E agora, o que faço? Não posso aparecer em casa sem dinheiro, nem comida - Lamenta-se Damon. 

- Vem comigo rapaz, talvez te possa ajudar.

- Mas o senhor não ia à escola Pokémon?

- Sim, mas sem o cheque que Giovanni prometeu, não iria lá fazer nada, entristece-me esta situação, mas não há nada neste momento que eu possa fazer - Lamenta-se

Damon e Professor Oak continuaram caminho até Pallet Town, mais precisamente ao laboratório de Professor Oak.
O laboratório estava muito sujo e descuidado, livros desarrumados, janelas partidas, parecia uma casa abandonada, Damon olhava para o laboratório com alguma pena.

- Estás a ver o que o Comité da liga Pokémon fez? Fechou-me o laboratório, agora não serve para nada, ainda venho cá para ler descansado, mas sem permissão, não o poderei voltar a abrir.

- Quem me dera ter conhecido o laboratório de antigamente, onde os treinadores principiantes vinham pegar os seus primeiros Pokémon.

- Gostavas de ser um treinador?

- Era o meu sonho, ser um treinador famoso e poder tirar a minha família da pobreza, ajudando também as pessoas de Starling City.

- É um bom sonho, lembra-me um pouco de como eu era quando tinha a tua idade - Diz Professor Oak, com ar nostálgico.

- Sim, mas infelizmente, minha família não tem posses e eu não poderei ser esse treinador, por isso venho à cidade vender frutas.

- E se eu te dissesse que podias?

- Como? - Diz Damon, num ar de desconfiança.

- Onde é que está.. - Diz Professor Oak enquanto procura algo numas caixas.

- Cá está! - Grita o Professor retirando uma Pokéball de uma caixa.

- O que é isso Professor?

- Este era um dos Pokémon que eu entregava aos novos treinadores, agora foram confiscados pelo Comité, no entanto, consegui esconder este para se um dia encontrasse um treinador valente, lho pudesse dar e assim mudar o mundo.

- Isso quer dizer que..

- É teu! -Entrega a Pokéball a Damon.

- Mas Professor, eu não sei como usa-lo.

- Damon, vejo nos teus olhos uma grande determinação, com esse Pokémon podes mudar o mundo, eu sinto isso.

- E se eu falhar?

- Se falhares, pelo menos tentaste.

- Nem sei o que dizer.

- Carrega no botão que está no meio dessa Pokéball, conhece o teu novo amigo.

Damon carrega no botão e dentro da Pokéball salta um pequeno anfíbio verde, com um bulbo nas costas.


- Wow, um Pokémon! - Grita Damon, impressionado

- Chama-se Bulbasaur -  Esclarece Professor Oak

- Prazer em conhecer-te Bulbasaur - Diz Damon enquanto acaricia a cabeça do Pokémon.

- Damon, eu prometo que ajudarei a tua família no que puder, por favor, diz que aceitas este desafio.

- Eu não sei como, mas sinto que eu e o Bulbasaur somos capazes desta missão Professor - Diz Damon confiante.

- Aqui tens umas Pokéballs vazias, poderás capturar outros Pokémon para te ajudarem nesta missão e aqui uma Pokédex, para poderes identificar todos os tipos de Pokémon no mundo. - Diz Professor Oak, enquanto entrega os items a Damon.

- Obrigado Professor Oak.

- Eu é que agradeço, vejo em ti a esperança que há muito foi perdida, agora vai Damon, deves dirigir-te a Pewter City e começar a qualificação para a Liga Pokémon, tens este cartão que podes usar para as despesas - Entrega um cartão dourado.

E assim, Damon sai do laboratório do Professor Oak, dirigindo-se para Pewter City, onde as qualificações para a Liga Pokémon irão começar, no entanto, Damon estava sendo observado por uma rapariga de cabelos castanhos e vestido preto.


- Uh oh! Professor Oak anda a fazer das dele, Giovanni não vai gostar nada de saber, hihih - Diz a rapariga observando Damon.

Continua...

4 comments:

  1. Gostei muito do capítulo, Damon é uma personagem determinada e tem um grande sonho, mas o ponto alto do capítulo foi mostrar como as coisas estao ruins desde que Giovani assumiu o controle do comite pokemon, como esta usando isso para aumentar seu poder sobre o mundo e abusar das pessoas.
    Ansioso pela continuação.

    ReplyDelete
  2. Gostei muito da nova historia, usar a equipe rocket assim é original, continue.

    ReplyDelete
  3. oi kat daqi eo gerson ficou massa sua nova fanfics

    ReplyDelete
  4. Oi Kath, Aqui é o James do Spirit. Esse primeiro cap veio com tudo. Damon e Bulbasaur prometem ser uma bela. Quero um Venusaur. ^^ mt bom

    ReplyDelete